terça-feira, 8 de setembro de 2015

O outro morrerá distraído

O nome falso e o sonho verdadeiro criaram uma nova realidade.
Fernando Pessoa, in Livro do Desassossego
Guimarães que ser capital verde europeia? Excelente!
Tomara que tal desejo seja realidade!
Como sugestão, só como sugestão, porque não tenho dúvidas de que há quem esteja atento a tudo, todos os pormenores esquecidos ou não valorizados antes, não será demais olhar para o texto maravilhoso que Andreia Marques Pereira publica no Fugas do último sábado. A sério!
Percebe-se ali como Curitiba – que “pode ter passado muito tempo à sombra de São Paulo” – é “paradigma do urbanismo, amante da cultura e militantemente verde”.
Ah! Há por ali uma coisa imensa, linda e extraordinária chamada cataratas do Iguaçu! Diz quem conhece que aquilo é divinal!
Do texto de Andreia Marques Pereira fico-me por uma afirmação muito simples: “Curitiba sabe o que quer. E quer progresso sem abrir mão da qualidade de vida”.
Não será exagero se disser que esta afirmação vai encaixar como uma luva em Guimarães, pois não?

Sem comentários: