quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Em silêncio converso contigo

Um peixe percorre o fundo onde estavas
Brancas flores florescem ao lado dos longos cursos de homens
Mas o conhecimento é demais
Firmino Mendes, in Bumerangue 1
foto: José Carlos Carvalho (Expresso)
Há um trabalho jornalístico extraordinário no semanário Expresso (15.08.22); um trabalho que merece a reflexão de muitos eruditos deste país feito de sabedores de palavra ao alto; cá mais para norte.
Não gostei logo do título – salvar uma igreja crowdfunding –, mas a peça de Carolina Reis fez-me mudar de opinião ao mostrar como em Portugal a igreja católica; às vezes, parece uma treta. Porque não é homogénea nas suas preocupações.
Aconselho vivamente a leitura do texto principal do lead da notícia:

Como gostaria de conhecer o pároco de São Cristóvão, na Mouraria; na Lisboa mais afastada das luzes da ribalta. Tem que ser homem de coragem. E vê-se que quer dar homogeneidade a uma instituição que, não raras vezes, age a várias velocidades; a igreja portuguesa.

Sem comentários: