quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Grandeza de alma

A luz a dilatar-se movia tempestades
com os paredões de esperança aromáticas, os ventos
Carlos Poças falcão, in Bumerangue 1

foto: gcm chaa

Escreve o Diário do Minho (15.08.07) que “escuteiros levam sorrisos e alegria aos doentes internados no hospital” de Guimarães.
Gostei.
Por várias razões.
Pelos doentes, obviamente!
Pela curiosa coincidência de duas amigas desde os tempos mais antigos da infância e adolescência – irmãs; reparemos no apelido – estarem juntas nesta excelente iniciativa; uma de cada lado: escuteiros e saúde. Muito bem Augusta e Conceição.
Só podíamos ser conterrâneos.

Sem comentários: