segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Grandes lições

Junquem de flores, o chão do mundo:
vem o futuro aí
Miguel Torga, in Cântico do Homem
Como o visitante 243.060, estive num destes dias no Festival Internacional de Jardins em Ponte de Lima. Na sua 11ª edição.
Como há dois anos vim de lá feliz. Adorei a tarde, ou parte dela, ali passada. E saí encantado com o que vi.
Este ano, com “a água no jardim”, o festival teve um encanto especial. Há ali excelentes trabalhos, espaços e momentos de prazer; sim senhor, mas de grande reflexão. Há belos trabalhos, ninguém duvide.
Pela sua qualidade é-me difícil destacar algum, mas pelo prazer recordo o jardim dos vendavais e o jardim sensorial.
Pela localização e sentido do espaço o olhar do Minho.
Demorei-me mais tempo no Reflexos Infinitos. Sosseguei; alonguei o pensamento
Ah! Apreciei os pequenos jardins das escolas de Ponte de Lima. Muito giros!
Vale a pena voltar lá; afinal a mostra só acaba em outubro.

Sem comentários: