sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Está difícil virar a página

Eles erguem os mastros na concha dos navios
e distendem os mares e polvilham as ilhas
Carlos Poças Falcão, in Bumerangue 1
foto: jornaldemafra.pt
Odeio notícias deste tipo – há tantas outras, que metem dó; que, ou denotam desconhecimento jornalístico (o que acredito) ou provam controlos (ao pormenor) que por aí circulam. Noticias com títulos assim: “António Marinho e Pinto o candidato a primeiro-ministro do Partido Democrático Republicano (PDR) …” (Diário do Minho, 15.08.13)

Caramba! as eleições do próximo dia 4 de outubro são para escolher os representantes dos portugueses no parlamento (na AR) português. Só.
Tudo o resto é treta; conversa sem sentido.
Sim, eu sei que é isso que os partidos vendem, mas não se pode comprar tudo; mesmo que esteja em saldos. E há por aí coisas ditas partidos que morrerão após a certeza de que oportunismos balofos ou disfarces políticos nunca são solução para as pessoas.
E o jornalista que se preza olha, investiga, confirma e não deixa que Marinho e Pinto vá por aí fora. Ai dele!

Sem comentários: