quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Espreitar o futuro

As coisas que mais amamos, ou julgamos amar, só têm o seu pleno valor real quando simplesmente sonhadas.
Fernando Pessoa, in Livro do Desassossego
Roriz Mendes defende que é chegada a hora de a montanha da Penha ser vista como um complemento do centro histórico de Guimarães.
Por outro lado, o diretor do Centro de Formação Francisco de Holanda é de opinião que aquele espaço de excelência em Guimarães “tem que estar na primeira linha da candidatura de Guimarães a capital verde europeia.

Há cada vez mais vida na serra de Santa Catarina. Boa!
Ah! Gosto da ideia defendia pelo Juiz da Irmandade da Penha – “objetivo estratégico”, diz Roriz – de atingir o estatuto de Património Natural Classificado.
Excelente contributo para uma Guimarães que se afirma – lentamente, é verdade! –, rumo a um futuro verde.

Sem comentários: