segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Ameaça invisível

A expressão “no meu tempo…” costuma ser entendida como sinal de (mau) envelhecimento.
Ana Cristina Leonardo, E, 15.05.30

Festival para gente sentada faz onze anos e “reinventa-se em Braga”, é o título de uma peça assinada por Samuel Silva no jornal Público (15.07.30).
Pelo tamanho do texto seria coisa para passar ao lado da insignificância – cada vez mais maior e insuflável – dos minhotos no panorama noticioso nacional, não fosse – e isso é que é o pior! – existirem vimaranenses que apreciam Guimarães e que ficam com dor de cotovelo com esta coisa do “festival para gente sentada” que se “reinventa” em Braga. Quer dizer, faz de nós, coitados de vimaranenses que nos limitamos a ‘comer’ pacotes bacocos de promoções de grupos de espetáculos uns coitados.
E Braga, caramba! Está a carregar (valente) sobre uma cidade que já foi cidade europeia da Cultura.

Sem comentários: