terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Preocupação (quase) rainha

O presidente da câmara de Guimarães quer que “as áreas sensíveis” da cidade tenham um plano de pormenor sobre as linhas de água e redes edificadas para a drenagem de água. 
Excelente!
E, vinca Domingos Bragança, “é preciso exigir que seja parte integrante do licenciamento um pequeno desenho das águas pluviais” como forma de se perceber “bem que as águas são desviadas e orientadas para uma outra linha de água”.
Boa!
Embora tardia, é uma boa notícia. É que há tanta água à deriva nas redes de drenagem que atravessam o município de Guimarães que esta vontade de Bragança pode ser um extraordinário passo para todos percebermos por onde andam as águas de Guimarães; todo o tipo de águas.

Sem comentários: