sábado, 8 de novembro de 2014

Olhar (local) do silêncio

O que se passou na votação das propostas do Orçamento Participativo 2014 é um exemplo típico daquilo que muitos consideram o “ser mais esperto do que os outros. (…) O que se passou neste Orçamento Participativo tem de ser condenado de forma inequívoca.
Alfredo Oliveira, editorial, Reflexo, novembro 2014

Sem comentários: