segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O futuro é que sabe

Não restam dúvidas: a antiga ordem partidária, sufocadamente dominante, fechada em si, cristalizada, baseada num tipo de organização hipersensível às críticas terminou.
Esser Jorge Silva, Mais Guimarães, outubro de 2014

Segundo se pode ler no jornal Público (14.10.24) as “eleições primárias vão ser consagradas nos estatutos do PS”.
Ou seja, só se pode dar os parabéns a António José Seguro.
Sinal de que há muito mais vida para além de uma qualquer rasteira.

Ah!, José Gil está sempre muito à frente: “o estado de graça concede um tempo de experimentação em que o erro é desculpável. O estado de desgraça é indesculpável porque o erro se torna a regra” (Visão, 14.10.23)

Sem comentários: