quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Bater com a mão no peito?

Francisco, o papa que acaba de ter uma (parece-me mais aparente) pequena derrota dos barões vaticanistas, a propósito da afirmação da Família – com maiúsculas e sem mais conotações – é um homem inteligentíssimo. Uma pessoa que não tem dúvidas de que a pena de morte (tenha ela a forma, os meandros e as estupidezes pintadas de ideais religiosos que tiver) é uma violenta parvoíce, daí que o líder dos católicos não hesite: é “inaceitável para um cristão apoiar a pena de morte.

Como este Homem é inteligente! E sem papas na língua.

É curioso como esta afirmação tão importante do papa Francisco que agita a igreja católica quase não teve eco em Portugal.

Não é só pena; é sintomático dos pretensos religiosos que conduzem os nossos destinos. 
Ah! é só exibição dominical.
Bem me parecia.

Sem comentários: