sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Olhar (local) do silêncio

As formas humanas estão um pouco por toda a bienal de arte têxtil contemporânea Contextile, em Guimarães. Mas há quem tenha procurado um ponto extremo no contato entre o corpo e os tecidos.
Samuel Silva, Ípsilon, 14.08.22

Sem comentários: