domingo, 14 de setembro de 2014

à noite sem horas

queria tanto a felicidade
da noite; ausência apressada
das horas dolorosas. queria
tanto o desejo calmo
da noite; certeza quente
da ausência das horas.

queria tanto viver
nas realidades feitas crenças
de identidade, afirmação
motivação de um corpo para além do corpo.

queria tanto estar
onde não estou; viver a felicidade
da noite. o seu desejo permanente:
ausência de horas.

Sem comentários: