sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Violentos destruidores

Cirurgias estéticas caninas estão a aumentar, para corrigir erros dos homens.
Título do Público, 14.08.22
Numa excelente peça de Mariana Correia Pinto, o jornal Público apresenta uma reportagem que, não só faz pensar, como (pelo menos a espaços) arrepia na forma como todos nós, artistas do domínio do absurdo, que é como quem diz, da destruição total, estamos – feitos desuses de um certo olimpo que já não existe – convencidos de que tudo é nosso; e tudo podemos destruir.
Começando por uma informação médica «tratamentos são muitas vezes uma “necessidade” e não um “luxo"», e continuando com o mesmo tipo de preocupação – «a “seleção artificial” dos bichos feita pelos humanos trouxe-nos a isto» - ficamos todos sem dúvidas: o Homem é um ser violentamente destruidor!
E não é só com o seu semelhante.

Sem comentários: