quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Vem cá toma!

foto: ironiadestado.net
1. Os recentes números publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) não só não enganam, como não devem deixar ninguém indiferente.
Na verdade, olhando para os indicadores do INE sobre a realidade da população portuguesa perde-se a respiração; o fôlego de quem olha o amanhã sem pessoas. Um futuro vazio.
É que perder quase meio milhão de jovens (entre os 15 e os 29 anos) em dez anos é de ficar com os cabelos em pé; assutado com o que aí vem. É de ficar em pânico com a ausência de um tempo que nos foge.

2. Na peça que Samuel Silva assina no jornal Público (14.08.12) é apontado um caminho para fazer funcionar o travão da saída dos portugueses mais novos: mais emprego.
Mas e os salários?
Os senhores do governo de Pedro e Paulo não querem saber disso para nada, pois não?

3. E nós? Continuamos a fazer de conta que o vento é sempre igual?

Sem comentários: