quinta-feira, 3 de julho de 2014

Realidade no inferno

foto: expresso.sapo.pt
Felizmente que o país pode contar com Soares dos Santos para colmatar este défice [de elites] – e para chamar mentirosos aos políticos que não cumprem as promessas. Felizmente que Soares dos Santos toma decisões empresariais tendo em conta os interesses do país. E que disponibilizou assistência jurídica para os seus trabalhadores saberem gerir os ordenados de 700 euros. É desta massa que se faz a verdadeira elite nacional.
Nicolau Santos, Expresso (Economia), 14.06.28

Será por isso que «a tesouraria do grupo Jerónimo Martins será transferida para Genebra porque a banca não dá resposta”»?

Sem comentários: