sábado, 26 de julho de 2014

Grande afeto

foto: expresso.pt
Rui Reis, o último vencedor do prémio Clemson da Sociedade Americana de Biomateriais, concede uma entrevista ao jornal Reflexo que é um encanto. Fala de si, do seu filho, da universidade, de Guimarães, de Caldas das Taipas e do Avepark.
É uma variedade de temas que aconselha uma leitura atenta e a olhares separadores.

Hoje, em silêncio, importa olhar a vila termal. E os taipenses.
Eis o que vinca o cientista e investigador da Universidade do Minho:
Gosto muito das pessoas das Taipas. Admiro o orgulho que têm de ser daqui, a simplicidade e o valor que dão por trazermos as Taipas para as notícias. Noto que se veem de algum modo reconhecidos porque fizemos alguma coisa pela terra onde vivem”.

Se eu fosse taipense, estava todo babado.
Não sou, mas não deixei de contemplar com toda a atenção o olhar de prazer com que – discretamente – Rui Reis acompanhou o secretário-geral do PS, António José Seguro, na visita às termas taipenses e aos grandes investimentos que a Taipas Turitermas está a levar a cabo na vila termal.

Sem comentários: