segunda-feira, 14 de julho de 2014

Feira do futuro (que já anda por aí)

Num tempo em que se fala de tantos milhões de desfalque em banco e afins, a história de David Cunha [despedido no McDonnald’s da Rodovia em Guimarães] revela bem como o mundo é desigual e injusto. Bem precisa o papa Francisco de rezar contra a desumanidade da sociedade.
Vítor Rainho, tabu, 14.07.11
Por mim já decidi: não vou mais à rodovia.
Pois…
Pronto!, e ao Guimarães shopping, também não.

Mas atenção, não consta que o papa Francisco seja apreciador de fast-food. Muito menos de rezar sobre desigualdades e injustiças.
O que vamos sabendo é que o máximo responsável da igreja católica não só abomina desigualdades e injustiças, como não mostra ter medo das palavras para as denunciar.
É capaz de não ser má ideia dar-lhe mais atenção. Também em terras vimaranenses.

Sem comentários: