domingo, 11 de maio de 2014

Ó primavera

luz límpida, intensamente transparente; calor
em crescendo. as abelhas suavizam o ar. silenciam
palavras agitam em odores a paisagem sob o mirar
e o improviso de um homem só. muitos olhares

zumbido doce desperta a natureza
em explosão. os olhares. plantas
em floração – cheiros belos – asas discretas
e corpos pequenos que se baloiçam
entre pétalas e ramos. abelhas. flores.

o verde cresce sem dieta de prazeres
multiplicidades de sons. explosão de muitos caos
oportunidade para a redenção!

Sem comentários: