quarta-feira, 23 de abril de 2014

Comédia de enganos

foto: josesaramago.org

Isto afinal terá sido um grande equívoco. (…) A memória nunca existiu. A guerra nunca existiu. A PIDE nunca existiu. Se descontarmos o facto de não se poder falar de política (e quem é que quer falar de politica?), até nem seria mau. A paisagem era paradisíaca. É verdade que muitos estrangeiros notavam as gentes de pés descalços, a falta de esgotos, a escassez de estradas, a rudez do trato. Mas que é isso comparado com a virgindade de um planalto com vista ou o bucolismo de uma praia sem ninguém, à vista?
Ana Cristina Leonardo, atual, 14.04.18

Sem comentários: